Blog Esalqueanos

DO LIMÃO A LIMONADA. MAS O PAÍS MERECIA MESMO UMA CAIPIRINHA

04/10/2020 - Por antonio bliska júnior
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

78 views 2 Gostei 1 Não gostei

Definitivamente 2020 entrará para a história como um ano sem igual na história da humanidade. Uma espécie de soma da Gripe Espanhola de 1918 com o “crash” da bolsa de 1929 que marcou a grande depressão. Para o Brasil, por conta do agronegócio, o desastre não será tão grande. Mas, mais uma vez, por nossa incapacidade de organização da sociedade civil e de lideranças autênticas, jogamos fora mais uma oportunidade de assumirmos um protagonismo que nos é oferecido de bandeja.
Do lado bom temos uma safra recorde, clima colaborando, câmbio favorável à exportação e uma população crescente ávida por alimentos de qualidade. Uma ministra da Agricultura que é do ramo e não tem preguiça de viajar e botar a cara a tapa, sempre que possível e necessário.
Do lado ruim temos uma pandemia sem fim, com um país abandonado pelos três poderes. Confinados e isolados na ilha da fantasia de Brasília, estão todos ocupados com seus interesses próprios. Alheios à dor dos que foram privados de parentes e entes queridos. Privados de saúde. Privados de trabalho. Privados de educação. Infelizmente, nos faltam lideranças e bons exemplos. Faltam consciência e respeito dos indivíduos frente à coletividade e ao próximo. Na economia, mas principalmente na atividade agrícola, a questão ambiental foi desastrosamente tratada pelo governo federal. Se era preciso corrigir questões de ingerência externa, mau uso de verbas e limitar ações de ONGs de fachada, principalmente na Amazônia, tudo deveria ser conduzido com clareza. Mas principalmente sem desconstruir o que havia de bom. E neste caso perdemos o protagonismo positivo, conquistado a duras penas e ao longo de décadas,para nos tornarmos párias em questão de meses.
Em resumo, o protagonismo da agropecuária sustentável, econômica e ambientalmente possível, que tem todo um potencial de exploração não somente do ponto de vista da produção foi desprezado. Entenda-se neste ponto que a exportação de processos e tecnologias também podem gerar divisas além daquelas advindas das safras colhidas.
A situação mundial, pensando na agricultura e apesar de tudo, é favorável para o país. Já foi dito que a disputa EUA-China deveria ser melhor aproveitada pelo Brasil. Ou seja, não fazer somente uma limonada do limão de 2020. Uma saborosa caipirinha todo brasileiro merece.

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES