Blog Esalqueanos

Em memória de Ruligã (Méps; F18)

30/09/2020 - Por luiza tosoni mazzafera
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

2349 views 50 Gostei 1 Não gostei

Existe uma coisa que incomoda muito na nossa geração... as pessoas falam sobre diversidade, igualdade, sustentabilidade..., mas quantas vezes vemos isso ir além do discurso? Todos falamos sobre empatia, se colocar no lugar do próximo, a importância disso, mas quantas vezes nos afastamos da dor do outro por não levar a sério, ou simplesmente, por não saber lidar?


Na última semana perdemos um grande amigo, Ruligã (João Guilherme Garcia Mello Ayres) do Ano Parafuso, morador da República 10 Alqueires. Quem via ele nas ruas da Escola, nas festas de final de semana, deve se lembrar dele com um sorriso contagiante no rosto. Quem já era um pouco mais próximo, sabe o quanto ele gostava de se reunir com os amigos e, uma das suas grandes virtudes - talvez a mais marcante delas - era o carinho e atenção que dedicava a todos eles.      


A dor não tem idade, gênero, classe social, nem cor. O Ruligã não soube mais como lutar contra suas emoções, e decidiu procurar a paz, o sossego, que estava procurando. A sua partida deixa boas lembranças e saudades, mas também uma reflexão importante. Precisamos aprender a não diminuir o sentimento do outro, a não julgar, procurar entender, acolher. É necessário escutar, estender a mão, saber observar, prestar atenção ao nosso redor, ser menos egoísta. Mas, principalmente, precisamos internalizar a empatia, fazer a nossa parte todos os dias e, não deixar passar batido... mais um discurso.


Alguém um dia disse: "Tudo o que eu sempre quis foi abordar e tocar outro ser humano, não só com as minhas mãos, mas com o meu coração."


Com toda a situação, está sendo organizada uma "vaquinha" para ajudar a família dele, de uma forma totalmente online. Gostaríamos de pedir o apoio da comunidade esalqueana nesse momento, em que qualquer valor faz uma grande diferença. (link para contribuição: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/jango-janguinho-jangao


Queremos ajudar a família dentro do que nos é possível e honrar a memória do nosso amigo e, também mostrar o nosso carinho pelo seu irmão também esalqueano - Javiña (Ano Gelatina) morador da República 10 Alqueires.


Em memória de Ruligã, com saudade: República 10 Alqueires, Méps, Dógão, todos amigos e colegas da comunidade esalqueana.

 

 

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES