Blog Esalqueanos

GRATIDÃO ÀS PESSOAS QUE FAZEM A ESALQ (Girino; F95)

15/07/2020 - Por francisco beduschi neto
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

257 views 7 Gostei 0 Não gostei

Esta noite eu tive um sonho de sonhador, maluco que sou, eu sonhei com o dia que a gente se formou. Parafraseando Raul Seixas, essa noite sonhei com o dia da nossa formatura na ESALQ, a turma da F95 toda lá reunida atrás do Prédio Central, ainda todos Garotões, rindo e muito felizes com aquele momento.


Ao acordar tinha uma certa sensação de tristeza, de saudades daquele tempo, principalmente daqueles dias de festa em que nos reunimos para comemorar o final da graduação. A partir dali seríamos todos Engenheiros Agrônomos e Florestais a partir pelo Brasil cumprindo missão vitoriosa. Bom, assim foi para a maioria, alguns como eu ficaríamos na Escola por mais algum tempo para "intensificar estudos na graduação". Mas ainda tinha esse sentimento saudosista e ao refletir um pouco mais entendo que isso não é ruim, é apenas vontade imensa de estar junto com os amigos novamente. Em tempos de distanciamento e isolamento social, principalmente quando tudo esta certo para comemorarmos nosso Jubileu de Prata, isso é compreensível.


De qualquer forma, quero aproveitar essa hora da saudade para agradecer fortemente a todos que fazem da ESALQ o que ela é, uma grande família. Tivemos lá a oportunidade de conviver com pessoas maravilhosas, professores e funcionários que nos ajudaram muito e das mais diversas formas. Todos nos ajudaram de alguma forma, intencionalmente ou não, com um sorriso no rosto ou com um olhar de "ah esse moleque ainda vai aprender". Pois é, tinham razão, aprendemos muito e ainda nos lembramos disso tudo com muita alegria. No nosso grupo de WhatsApp, ainda outro dia começamos a recordar de fatos e histórias do nosso tempo na Escola e foram muitas lembranças alegres e risadas. Reunidos pela tecnologia, recordamos causos, verídicos claro, mas sempre acrescidos de muito humor. Pude ver que ainda somos todos Garotões e Garotonas, fazemos piada uns com os outros e recordamos das nossas e das façanhas dos colegas com muita alegria. Mas acima de tudo, somos gratos a todos que nos ajudaram nessa caminhada de cinco anos de estudos, alguns 4,5, outros 5,5, 6, 6,5... Eu ainda volto sempre à Piracicaba, pois mesmo indo morar e trabalhar no Mato Grosso, como piracicabano sempre volto ver a família. Mas ainda que sempre vá à Escola nunca consegui encontrar todos os professores e funcionários para externar minha gratidão. Alguns deles infelizmente já partiram dessa vida, outros ainda estão por Piracicaba, mas só consegui agradecer à poucos deles. Assim, vou me dar a liberdade para usar da figura de um deles para externar essa gratidão, Professor Valdomiro Shigueru Miyada. Valdomiro, ou Valduroc como alguns alunos chamavam, era professor de Suinocultura no Departamento de Zootecnia, mas antes de ser meu professor na sua matéria, foi meu orientador no estágio. Para aqueles que não tiveram a chance de conhece-lo mais de perto vou contar um causo para dar uma dimensão. Eu adorava a Zootecnia e fiz todas as matérias optativas que tinha oportunidade, e uma delas foi Fisiologia da Reprodução com o Prof. Alexandre Vaz Pires. Naquele semestre eu tinha outras matérias que eram prioridade pois eram obrigatórias, e realmente não me dediquei como deveria às aulas do Alexandre. Ao final do semestre tinha ficado de recuperação pois segundo o professor, o trabalho extra era para ajudar nos estudos e não para ajudar na média para passar. E mais, como ele tinha uma viagem marcada tínhamos apenas três dias para estudar para a prova pois ele não podia adiar a viagem e queria divulgar as notas antes de ir. Muito revoltado com a situação fui falar com o Valdomiro, que além de tudo era chefe do Departamento, e tinha a certeza que ele iria me ajudar. Após contar toda a situação a ele, Valdomiro pacientemente se levantou, foi até a estante e voltou com o livro: Dukes - Fisiologia dos Animais Domésticos. Ele me entregou o livro, olhou para mim e disse: agora aproveite esses três dias e estude! E foi o que fiz, estudei muito, aprendi sobre fisiologia da reprodução, tirei nove na prova de recuperação e passei da matéria. Mas mais que a matéria, neste episódio aprendi muito sobre caráter e responsabilidade. O Prof. Valdomiro se tornou mais que meu professor e orientador, é um grande amigo por quem tenho enorme apreço e respeito.


Esse era o padrão de atitude entre professores e funcionários, auxiliar os alunos não só no aprendizado das matérias, mas na sua formação como profissionais e pessoas de bem. Assim, quero que todos os professores e funcionários da ESALQ da década de 90 se sintam apreciados e recebam a nossa gratidão. São esses sentimentos de apreço e gratidão que fazem da ESALQ e dos seus muitos ex-Alunos algo que nunca encontrei em outra instituição de formação superior no Brasil:


Não importa onde estejamos, ou quanto tempo passe, somos todos


ESALQUEANOS!



PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES