Blog Esalqueanos

Laranja - Segurança além do resíduo (Cremozo;F14)

31/10/2020 - Por pedro luiz fávero filho
Atenção: Os textos e artigos reproduzidos nesta seção são de responsabilidade dos autores. O conteúdo publicado não reflete, necessariamente, a opinião da ADEALQ.

419 views 4 Gostei 0 Não gostei

      Nesse mês de outubro a Alfa Citrus Comércio de Frutas, empresa da qual faço parte, completou seus 25 anos no mercado. Dentre as comemorações, a maior delas foi por conta do prêmio recebido pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) no programa RAMA, em parceria com o Ministério da Agricultura e a Anvisa.

      A empresa produz e beneficia citros para o mercado de fruta fresca, e foi uma das três vencedoras na categoria “FORNECEDORES” da 5ª edição do Prêmio RAMA, realizado pela ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), durante a Convenção 2020 da entidade. O prêmio do Programa RAMA (Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos) contempla empresas e profissionais por suas contribuições na disseminação de boas práticas agrícolas, rastreabilidade, qualidade e segurança dos alimentos.

      Este prêmio vem salientar o trabalho que vem sendo realizado pela Alfa Citrus com uma produção sustentável, segura e rastreada junto ao setor supermercadista. E todo esse processo se inicia no campo, pelas mãos de um time realmente compromissado e constantemente conscientizado da importância dessas boas práticas, mesmo diante de várias adversidades às quais estamos expostos e dos desafios cada vez maiores que a citricultura (e o agro) apresenta.

      Muito tem se falado em segurança de alimentos, impactos do agronegócio, desmatamento, uso excessivo de defensivos, teor de resíduos nos alimentos, entre outros. Pode ser que existam cenários do tipo ou situações e realidades como esta, inclusive algumas empresas despreocupadas com o meio ambiente e com as pessoas (consumidores). Mas em um país com tamanha dimensão e diversidade de culturas no campo, nós buscamos melhorar a cada dia e fazer diferente. E devagarzinho o reconhecimento chega.

      O conceito de segurança defendido por nossa família (e empresa) vai muito além do “fruto seguro” por si só, ou seja, livre de resíduo. Nossa preocupação começa lá no campo, no viveiro certificado, no manejo sustentável na fazenda, nos cuidados e carinho na colheita, e no respeito à natureza. A citricultura, vista por muitos como “vilã” por sua demanda nos cuidados fitossanitários, é uma das atividades do agro que mais gera mão de obra hoje em dia. Temos muitos colaboradores envolvidos no processo produtivo e nos preocupamos diariamente com a segurança de todos. E mesmo diante de toda dificuldade imposta pelo Greening há alguns anos, combinamos diferentes estratégias no manejo da doença, incluindo o controle químico, cultural e biológico, fazendo uso adequado e consciente dos defensivos e da água, e respeitando com muito rigor os períodos de carência.  Tudo isso é validado pela Certificação Global G.A.P. (globalgap.org) que conquistamos há 2 anos e acaba de ser renovada.

      Estendendo o mérito aos demais citricultores, e reafirmando a essência das boas práticas, nesse ano (2020) a PES (Pesquisa de Estimativa de Safra) do Fundecitrus estimou, com base em metodologia desenvolvida pela Embrapa Territorial, a área com mata preservada presente nas propriedades citrícolas: são 182 mil hectares em todo o cinturão citrícola. Na média, há um hectare dedicado à preservação nas propriedades para cada 2,52 hectares destinados ao cultivo de citros. Os dados foram obtidos a partir do cruzamento das informações coletadas no campo pelo Fundecitrus com os dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), e a Alfa Citrus é parte disso.

       Finalizo mencionando o haikai do Grupo Jacto na comemoração dos seus 70 anos de história: “Terra amada. Coração grato. Inspira o novo”. Hoje carregamos um sentimento de ‘coração grato’, de estar ‘cumprindo missão vitoriosa’, com a certeza de que estamos no caminho certo e procurando inovar. Continuamos trabalhando alinhados ao NOSSO propósito: “Que todos experimentem e se alegrem com nossos citros, feitos por nossas famílias com amor e respeito”.

 

Texto escrito por Pedro Luiz Favero Filho (Cremozo-F14), Mestrando em Fitotecnia na Esalq e Ex-Morador da República Perdição

www.alfacitrus.com.br

 

PUBLIQUE NO BLOG!
PUBLICIDADE
APOIADORES